Paraíba

Prefeita da PB teria usado recursos da Ação Social para pagar bandas de forró

Publicado dia 05/01/2018 às 10h12min
Sagres mostra também o valor de R$ 55 mil para a atração principal da festa

    Mesmo depois de seis meses dos festejos juninos de 2017, as bandas que tocaram o tradicional São João do município de Santo André continuam à espera do pagamento de seus cachês. O fato mais curioso, entretanto, foi percebido no Sagres do TCE-PB, que mostra que a prefeitura empenhou os valores referentes aos cachês das bandas Espora de Ouro e a dupla Genildo e Ginaldo junto ao Fundo Municipal da Assistência Social.

De acordo com dados do Sagres do TCE-PB, a prefeita Silvana Marinho empenhou para o grupo musical Espora de Ouro a importância de R$ 50 mil e à dupla Genildo e Ginaldo mais R$ 30 mil, verbas oriundas da Assistência Social.

O Sagres mostra também o valor de R$ 55 mil para a atração principal da festa, os Brasas do Forró, também oriundos do Fundo Municipal de Assistência Social. O valor foi pago pouco antes da festa em três cheques emitidos pelo município.

A Prefeitura de Santo André foi procurada pela reportagem e a secretária de finanças Erileide Lima esclareceu que os valores, apesar de empenhados não foram pagos. Segundo ela, a gestão não pagará os cachês às bandas com recursos da Assistência Social, mas não soube explicar porque o empenho foi feito em nome da Secretaria.

A prefeita Silvana Marinho emitiu após nossa reportagem uma nota na qual reconhece o erro contábil, mas afirma que não houve pagamento. A nota, entretanto, não esclarece de onde foi pago o valor referente à banda Brasas do Forró.

Fonte: De Olho no Cariri